Buscar
  • ACADEMIA ESPAÇO FÍSICO GV

UM ALERTA SOBRE ANABOLIZANTES

Texto: @fischerbruno - Alerta do @netinhooficialbrasileiro sobre as consequências do uso de anabolizantes indicados por um famoso médico (vejam nas fotos). ⠀ Vamos esclarecer: ciclo de bombas ou "modulação hormonal" são a mesma coisa, trarão os mesmos efeitos e os mesmos riscos! Só que alguns médicos resolveram “legalizar" a bomba e deram um nome mais “cool", batizaram de modulação hormonal. ⠀

É preciso ficar claro que o indivíduo com carência hormonal, em função do envelhecimento ou alguma patologia, não deve fazer modulação e sim reposição. Pessoas com déficit na produção de testosterona por exemplo, podem ter indicação de repor tal hormônio de forma sintética. Isso é reposição! ⠀ Usar testosterona quando não há deficiência, com finalidade e promessa de melhor qualidade de vida, envelhecimento saudável, maior vigor, mais músculos, menos gordura etc, não é reposição, e sim “modulação hormonal” ou o velho e bom ciclo de bombas! Antigamente era indicado por marombeiros e vendido por traficantes (também já foi facilmente comprado em farmácias). Atualmente é prescrito por médico que cobra uma fortuna por isso, e comprado com receita médica em qualquer farmácia ou pior, muitas vezes vendido dentro do próprio consultório e/ou manipulado em farmácias indicadas por eles próprios. Pra mim não existe muita diferença no marombeiro que indica a bomba ou no médico que prescreve "modulação hormonal" com finalidade estética. Ambos estão arriscando a vida das pessoas, ambos o fazem sem respaldo científico e ambos estão fazendo algo condenável. O marombeiro exercício ilegal da profissão e o médico utilizando condutas vedadas pelo seu conselho. ⠀ A resolução do CFM nº 1.999/2012 cita: “a reposição de deficiências de hormônios e de outros elementos essenciais se fará somente em caso de deficiência específica comprovada, de acordo com a existência de nexo causal entre a deficiência e o quadro clínico, ou de deficiências diagnosticadas cuja reposição mostra evidências de benefícios cientificamente comprovados”. O parecer do CFM nº 19/13 também conclui “não haver evidências científicas para o seu uso, não sendo eticamente aceita a sua prescrição e administração"


POR PAULO GENTIL

5 visualizações

© 207 por Laisson D. Pinheio. Orgulhosamente criado com Wix.com